Prosperidade Social

Consulte a Prosperidade Social da sua localidade

O QUE É A PROSPERIDADE SOCIAL?

A análise integrada do Desenvolvimento Humano com a Vulnerabilidade Social oferece o que se denomina aqui de Prosperidade Social, a ocorrência simultânea do alto Desenvolvimento Humano com a baixa Vulnerabilidade Social, sugerindo que nas porções do território onde ela se verifica, ocorre uma trajetória de desenvolvimento humano menos vulnerável e socialmente mais próspera.

A Prosperidade Social, nesse sentido, reflete uma situação em que o desenvolvimento humano se assenta em bases sociais mais robustas, onde o capital familiar e escolar, as con-dições de inserção no mundo do trabalho e as condições de moradia e de acesso à infraes-trutura urbana da população são tais que há uma perspectiva de prosperidade não apenas econômica, mas das condições de vida no meio social.

A PROSPERIDADE SOCIAL NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS

O cruzamento das faixas do IDHM e do IVS, que gera a Prosperidade Social, é apresentado no gráfico, a seguir. Nele está apontado o número de municípios brasileiros que se encontram em cada faixa (cor) da Prosperidade Social em 2010.

Nas faixas mais elevadas da Prosperidade Social (alta e muito alta), em 2010, há um total de 2.569 municípios que conjugam médio ou um alto/muito alto Desenvolvimento Humano, com uma média ou baixa/muito baixa Vulnerabilidade Social.

No outro extremo do mesmo gráfico, nas faixas mais baixas da Prosperidade Social (baixa e muito baixa), em 2010, concentram-se 2.073 municípios que apresentam baixo/muito baixo ou médio Desenvolvimento Humano, combinados com alta/muito alta ou média Vulnerabilidade Social. A faixa de média Prosperidade Social, em 2010, congrega outros 923 municípios.

Destes, cinco apresentam a combinação de alto Desenvolvimento Humano com alta Vulnerabilidade Social. Nestes municípios verifica-se que a condição de elevado Desenvolvimento Humano (educação, longevidade e renda) não se reverteram na redução do quadro de Vulnerabilidade Social instalada.

A tabela e o gráfico abaixo trazem a comparação para o período 2000/2010.

Observa-se um aumento do número de municípios na faixa da muito alta Prosperidade Social, em 2000, apenas 103 municípios (cerca de 2%) se encontravam nesta faixa, que passa a abrigar 1.685 municípios (30%), em 2010.

No outro extremo, observa-se uma redução no número de municípios que se encontram na faixa da muito baixa Prosperidade Social, eram 3.415 municípios brasileiros (62%), em 2000, número reduzido para 1.302 (23%), em 2010.